Estilo Azul>

Artistas & Repertório

INFINITO
OUÇA:

INFINITO
Corciolli

Música instrumental com arranjos orquestrais e sonoridades eletrônicas
  • Album
    1 Dream Of Us 4:58
    2 A Noite do Meu Bem 4:08
    3 Mono No Aware 4:23
    4 Dandelion 5:40
    5 Melodia Sentimental 4:26
    6 Spiral 5:12
    7 Infinite Love Song 4:31
    8 Solace 4:59
    9 Interdimensional 5:09
    10 Lacrimæ 5:21
    11 Se Todos Fossem Iguais a Você 4:58
    12 San Telmo 3:34
    13 Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda 3:54
    14 Tucumã 3:46

Sobre o produto:

Com mais de 30 álbuns lançados ao longo de sua carreira, o compositor, tecladista e produtor Corciolli apresenta em seu mais recente álbum INFINITO, 10 composições originais e 4 releituras de clássicos da música brasileira. O trabalho é marcado pela sutileza de texturas eletrônicas, camadas orquestrais e memoráveis melodias, remetendo o ouvinte às trilhas sonoras atmosféricas de grandes filmes.

 

Entre as composições autorais, destacam-se a balada onírica DREAM OF US; a bossa-nova MONO NO AWARE, com influências da música japonesa e o tango SAN TELMO, que traz vigorosas percussões dialogando com solos de piano e violino. A grande novidade, entretanto, é que pela primeira vez em sua carreira, Corciolli apresenta releituras muito especiais de 4 obras-primas do cancioneiro brasileiro: MELODIA SENTIMENTAL de Villa-Lobos; SE TODOS FOSSEM IGUAIS A VOCÊ de Vinicius de Moraes e Tom Jobim; A NOITE DO MEU BEM de Dolores Duran (o grande hit nas rádios brasileiras em 1959) e a nostálgica valsa dos anos 30, EU SONHEI QUE TU ESTAVAS TÂO LINDA de Lamartine Babo e Francisco Mattoso.

 

Complementando os arranjos minimalistas do piano e dos sintetizadores de Corciolli, o álbum traz como convidados especiais, a soprano Gracieli Valverde, o saxofonista/flautista Ma3 e o violinista Leonardo Padovani, que também toca o Er-hu (instrumento tradicional chinês). A capa foi criada pelo conceituado artista polonês Michal Karcz.

 

Para aqueles que não estão familiarizados com a música de Corciolli, não é exagero afirmar que seu trabalho procura criar um espaço sagrado de percepção para o ouvinte, atuando como uma janela que se abre para o mundo interior. A riqueza de detalhes e as múltiplas camadas sonoras, fazem de INFINITO, um trabalho singular e possivelmente um dos melhores álbuns do músico.