Piano Minimalism

Nos dias de hoje parece evidente a necessidade de criarmos “pausas” que possam nos ajudar a recalibrar. Ouvir música se transformou em ato onipresente em nossas vidas, por vezes adquirindo novos significados, de um simples ato passivo para uma escuta ativa e profunda. Essa experiência de ouvirmos “em profundidade”, traz uma espécie de “suspenção do tempo”: Enquanto ouvimos música, nos conectamos com outro universo, um que “anda mais devagar”, proporcionando momentos raros em que podemos compreender melhor nossos limites e perspectivas.

Com uma seleção de 24 temas interpretados no piano ou com sutis acompanhamentos de outros instrumentos, PIANO MINIMALISM apresenta obras emblemáticas do repertório pianístico, como Gymnopèdie No.1, escrita por Erik Satie em 1888 e Prelude No.4 in E Minor, Op. 28 de Frédéric Chopin, na performance da pianista Clara Sverner. Completam o repertório, peças contemporâneas de jovens artistas, tais como Isaiah Rizzo em suas singelas Oblivion e Svanire, Raphael Veronese nas tocantes Spring e Eyes of the Soul, além de obras de Corciolli, Daniel Grajew, Andrey Cechelero e Flávio Franco Araújo.

A leveza dos temas, seu despojamento e aparente simplicidade por vezes não se enquadram nas definições mais comuns do minimalismo: uso de poucas notas, repetições hipnóticas e suspensões harmônicas. Mais que isso, as obras musicais selecionadas abrem diferentes portas aos ouvintes, permitindo percepções mais profundas e significativas.

Sugestões

In Focus – Classical Music

Temas tradicionais e obras autorais de diversos intérpretes, especialmente selecionadas para acompanhar momentos de estudo e concentração.

Timeless

Antologia de músicas clássicas e obras de artistas contemporâneos, inspiradas pelo conceito de atemporalidade.

Nightfall

Antologia de músicas clássicas e obras de artistas contemporâneos, com sonoridades que evocam o cair da noite.

Daydreaming

Antologia de músicas clássicas e obras de artistas contemporâneos, inspiradas pelo conceito de “sonhar acordado”.