fbpx

Fundado em 2016, o grupo paulistano Brazú Quintê dedica-se a execução de música camerística, enriquecida por nuances e inflexões de música brasileira. Apresentam seu segundo álbum, DIVINARE, com composições autorais que se destacam pela diversidade de suas distintas atmosferas musicais.

Com uma formação singular que inclui Fábio Leal (guitarra elétrica), Mariana Rodrigues (piano), Ariane Rodrigues (flauta), Thiago Faria (violoncelo) e Letícia Andrade (violino), o grupo foi idealizado buscando integrar a guitarra elétrica ao universo da música de câmara, mesclando tradição e modernidade.

Dentre os destaques, Aromas do Sul (Fábio Leal) constrói um harmonioso diálogo de ritmos tais como chamamé, guarânia e tango argentino, com precisão e requinte. Divinare (Fábio Leal) se inspira no poema “Os Sabiás Divinam” de Manoel de Barros, enquanto Caxinguelê, com letra de Paulo César Pinheiro, reverencia Villa-Lobos, capturando a essência da Amazônia e suas mitologias. DIVINARE é um caleidoscópio sonoro, sofisticado e urgente; um retrato aberto da criatividade e versatilidade de seus intérpretes, que juntos, escrevem um novo capítulo na música instrumental contemporânea brasileira.

Sugestões

Brazilian Fruits

,
Olga Kopylova interpreta um conjunto de obras inéditas escritas para o piano, em homenagem aos 30 anos de trajetória artística de Rodrigo Vitta.

Mosaico

Primeiro álbum do quarteto canadense, apresentando peças de compositores italianos e brasileiros.

Cenas de um Amor

,
Encontro do grupo Seis com Casca e Leila Pinheiro, mesclando repertório clássico e popular.

Num Dia, No Outro

Segundo álbum do grupo instrumental paulistano, com repertório de música brasileira e internacional.