Imaginary Brazil

Apresentando dez obras inéditas originalmente escritas para piano, violino e cello, os arranjos de Corciolli receberam orquestrações adicionais com samplers e sintetizadores eletrônicos. Inspirado por lendas, histórias, lugares e personagens do imaginário brasileiro, o artista dialoga em um espaço criativo onde integra influências musicais da tradição clássica europeia, com ritmos africanos e sonoridades dos povos indígenas originários.

O álbum traz participações de Pablo de León no violino e Raïff Dantas Barreto no cello (respectivamente spalla e 1º cello da Orquestra Sinfônica Mvnicipal de São Paulo) e conta com colaborações da cantora amapaense Patricia Bastos (em Arandu Ara, com letra em Tupi-Guarani do escritor Kaká Werá), além da soprano Rose de Souza, do percussionista Kabé Pinheiro e do violonista Camilo Carrara.

Destacam-se músicas como Vila Rica, inspirada na vida e obra do gênio do barroco mineiro, Aleijadinho; Eyes of the Jaguar, baseada em uma antiga lenda do povo Suruí, de Rondônia, onde o fogo originalmente habitava nos olhos das onças, até ser surrupiado pelo pássaro mítico Orobab, e a tocante Tears of the Rainforest, onde o artista alerta para a questão do desmatamento e devastação das florestas, em uma reflexão urgente sobre temas ambientais prioritários em nossos tempos.

Sugestões

No Time But Eternity

Em arranjos para piano, sintetizadores e quarteto de cordas, somados à elementos étnicos, o compositor explora a junção de sonoridades orquestrais e eletrônicas.

Silent Worlds

Interpretações intimistas no piano e sintetizadores, em composições que evocam sentimentos de nostalgia e esperança.

Futura

,
Encontro dos músicos em interpretações que unem os universos da música clássica e eletrônica.

Ilusia

Rock progressivo instrumental, com samplers de guitarra, baixo, bateria e sintetizadores.