No Time But Eternity

NO TIME BUT ETERNITY apresenta doze composições inéditas do compositor e instrumentista Corciolli, com a participação de um excepcional quarteto de cordas, formado por expoentes da música clássica no Brasil: O maestro e violinista Claudio Cruz e Renan Gonçalves nos violinos, Gabriel Marin na viola e Raïff Dantas Barreto no cello.

Aos arranjos orquestrais, somam-se sonoridades étnicas e envolventes texturas nos sintetizadores eletrônicos, conferindo ao projeto uma natural aproximação com a música de cinema. O álbum traz ainda a participação especial do músico armênio Arsen Petrosyan, tocando o duduk (tradicional instrumento de sopro dos povos do Cáucaso) na faixa Yerazel, assim como os cantores quenianos Eric Wainaina e Vini Ngugi, em Ulimwengu (“Mundo”), com letra em suaíli, escrita em parceria com Corciolli e que tão bem representa a mensagem de conscientização e preservação do planeta, que inspirou todo o projeto: Ulimwengu ukizunguka/Kile tunachopanda/Bila shaka ndicho tutavuna/Kama jua likitua/Yale tunayofanya/Bila shaka ya tatufuata (“Tão certo quanto o mundo gira/O que nós plantamos/Com certeza colheremos/Tão certo quanto o sol se põe/O que nós fazemos/Sem dúvida nos seguirá”).

O álbum foi mixado pelo premiado engenheiro de áudio norte-americano Alan Meyerson, que trabalha com o compositor Hans Zimmer, e tem em seus créditos, mais de duzentas trilhas sonoras de filmes, entre elas, Gladiator, Interstellar, The Lion King e Inception, além de trabalhos para artistas como New Order e Moby.

Sugestões

Silent Worlds

Interpretações intimistas no piano e sintetizadores, em composições que evocam sentimentos de nostalgia e esperança.

Futura

,
Encontro dos músicos em interpretações que unem os universos da música clássica e eletrônica.

Imaginary Brazil

Obras para piano, violino, cello e sintetizadores, em arranjos orquestrais, inspiradas no imaginário brasileiro.

Ilusia

Rock progressivo instrumental, com samplers de guitarra, baixo, bateria e sintetizadores.