O Lied é uma palavra da língua alemã que significa “canção”, termo tipicamente usado no universo da música para descrever obras escritas para piano e canto solo. Amplamente utilizado por compositores do período romântico, como Franz Schubert, Johannes Brahms e Robert Schumann, o formato ganha novos contornos através da singular abordagem do pianista Flávio Augusto e do celiista Raïff Dantas Barreto.

Lieder ohne Worte (“Canções sem Palavras”) é um projeto concebido a partir da obra “Dichterliebe” (“Amor de poeta”), de Schumann, utilizando o violoncelo como substituto ao canto. As interpretações, entretanto, não ficaram restritas à simples transcrição das melodias para o instrumento, mas procuraram levar em consideração a poesia e a emoção das palavras, como se o cello estivesse de fato, cantando. Para isso, Dantas Barreto utilizou diferentes articulações no instrumento, respeitando a pronúncia das palavras existentes nas obras originais. Flávio Augusto, por sua vez, é pianista e pedagogo, mestre pela UFRJ, premiado em 28 concursos nacionais e internacionais, e um dos maiores intérpretes deste repertório no Brasil.

Entre centenas de canções excepcionais escritas pelos três grandes mestres alemães, o duo superou a difícil tarefa de selecionar o repertório para um álbum apenas, deixando porém aberta a possibilidade de gravarem novos volumes. “Schumann tinha uma ligação muito forte com as palavras e foi nos “lieder” que ele conseguiu expressar essa ideia da união do texto com a música, como se fossem uma coisa só. Esse foi o grande desafio de nossa empreitada, passar a emoção e a essência das obras, porém sem as palavras” – Raïff Dantas Barreto

Sugestões

Brazilian Music for Oboe & Cello

,
Obras selecionadas de compositores brasileiros, em duos e solos para oboé e violoncelo.

Beethoven: Duets

,
Seleção de obras de Ludwig van Beethoven, escritas para dois instrumentos, em memoráveis interpretações.

David Popper: Requiem, Op. 66

Interpretação da obra do compositor tcheco, escrita para três cellos e piano.

Libera Me

Antologia de obras clássicas em arranjos para quarteto, quinteto e octeto de cellos.

Saint-Saëns, Lalo: Cello Sonatas | Fauré: Élégie (LIVE)

Obras da música francesa do século XIX, gravadas ao vivo pelo duo de cello e piano.

Miniaturas Brasileiras

Obras de compositores brasileiros, em arranjos para duo, trio e quarteto de cellos, interpretadas pelo violoncelista paraibano.

J. S. Bach: Cello Suites No. 1, 2 & 3

Três suítes para violoncelo de Johann Sebastian Bach, interpretadas por Raïff Dantas Barreto.

Francisco Mignone – Valsas

16 valsas para fagote solo, de Francisco Mignone, transcritas e interpretadas no violoncelo.