A parceria entre o violinista Claudio Cruz e o pianista Rafael dos Santos vem de longa data: Há cerca de duas décadas, os instrumentistas se conheceram em festivais de música clássica, onde foram professores e realizaram diversas apresentações. Em 2003, Cruz, enquanto maestro titular da Orquestra Sinfônica de Campinas, convidou o pianista para escrever arranjos de músicas brasileiras para algumas apresentações da orquestra. Dessa feliz colaboração, surgiu o desejo de gravar um álbum no formato piano e violino, o que, finalmente veio a se concretizar em 2019.

Estrelado por canções que marcaram época no início do século XX, a seleção do álbum traz obras de grandes compositores da música brasileira, como Pixinguinha, Zequinha de Abreu, Ernesto Nazareth e Garoto, entre outros. “É um repertório que nos transporta para uma época de grande esperança. O mundo evoluía rapidamente, as artes seguiam este mesmo caminho, aos poucos estas canções, este estilo tão galante de música foi sendo deixado de lado” – Claudio Cruz

O duo não esconde a motivação por trás do novo trabalho: Uma adorável viagem no tempo, pela memória afetiva dos músicos, resgatando um período tão rico da música popular brasileira. Se por lado, parte desse repertório caiu no esquecimento, por outro, vem sendo redescoberto pelas novas gerações, surpreendidas pela beleza e pujante lirismo das composições.

Sugestões

Song of the Black Swan

,
O encontro de dois artistas consagrados, no auge de suas extraordinárias carreiras.
Capa Beethoven Duets

Beethoven: Duets

,
Seleção de obras de Ludwig van Beethoven, escritas para dois instrumentos, em memoráveis interpretações.

Mazas: 30 Etudes Spéciales, Op. 36

Antologia de 30 estudos para violino, escritos pelo compositor francês Jacques Mazas.
Capa Kayser: 36 Violin Studies, Op. 20

Kayser: 36 Violin Studies, Op. 20

Seleção de 36 estudos progressivos para violino, do compositor alemão Heinrich Kayser.